Busonid – Para Que Serve? Como Tomar? Engorda? Efeitos Colaterais!

A rinite alérgica atinge uma parcela considerável da população brasileira. Antes de falarmos do Busonid, vamos comentar um pouco sobre a rinite. São pessoas cujo sistema respiratório reage mal quando são inaladas certas partículas, os chamados alérgenos. Essas substâncias são estranhas à tentativa de defesa do nariz, que é responsável por filtrar as impurezas e carregas ar limpo para os pulmões.

Quando essas partículas passam livremente, todo o organismo sofre alterações. Algumas delas são obstrução nasal, coceira no nariz, coriza, espirros, falta de ar, cansaço e até crises de asma. Como isso pode ocorrer com frequência, principalmente nas grandes cidades, a qualidade de vida dessas pessoas pode ser bastante piorada por causa da rinite.

Já os pólipos nasais são inflamações que crescem em pequenas bolsas de tecido na camada interna do nariz, as chamadas mucosas nasais, ou ainda nos seios paranasais. Eles podem surgir quando já há outra inflamação no sistema respiratório, ou quando a pessoa tem predisposição para inflamações nas mucosas. Essas protuberâncias são moles, não doem, não cheiram mal e nem costumam causar complicações, e por isso podem passar despercebidos. Mas é importante conhecer os tratamentos e os remédios, por exemplo o Busonid, sobre o qual falaremos abaixo.

Para que serve o Busonid

O Budonid é indicado para tratar rinites alérgicas, não alérgicas, sazonais ou perenes, e também para curar ou prevenir pólipos nasais. O remédio age contra diversas moléstias do aparelho respiratório que tenham atividade inflamatória como base fisiopatológica. Por isso, ele também é eficaz contra a asma brônquica, evitando que a função pulmonar se deteriore com o tempo.


O medicamento vem em formato de spray e pode ser comprado em 50 ou 100mcg a dose, o que dura cerca de 100 aplicações.

Como funciona o Busonid

O Busonid é composto principalmente de budesonida, um glicocorticoide que tem propriedades anti-inflamatórias e endócrino-metabólicas, ou seja, que age diretamente no metabolismo e nas glândulas endócrinas, órgãos que produzem diversas substâncias vitais para o organismo. O início da ação ocorre cerca de 10 a 20 horas após a primeira aplicação. O tratamento costuma durar duas semanas.

Nesse tempo, o remédio irá inibir a ação dos glóbulos brancos nas paredes dos vasos sanguíneos logo no início da inflamação. Dessa forma, as células não se deslocam para a área prejudicada, evitando aumentar os pólipos ou a alergia. O medicamento também reverte a dilatação e aumenta a permeabilidade do vaso sanguíneo local. Ao mesmo tempo em que reduz o inchaço, Busonid abre mais espaço para a respiração, acabando com a obstrução nasal e a constipação.

Composição do BusonidBusonid

De acordo com a bula, elaborada pelo laboratório Biosintética, esta é a composição do Busonid:

Cada mL de Busonid 50mcg/dose contém:

  • budesonida: 1,0 mg
  • (excipientes: celulose microcristalina, carmelose sódica, glicose, polissorbato 20, edetato dissódico de cálcio dihidratado, água purificada e ácido clorídrico)

Cada mL de Busonid 100 mcg/dose contém:

  • budesonida: 2,0 mg
  • (excipientes: celulose microcristalina, carmelose sódica, glicose, polissorbato 20, edetato dissódico de cálcio dihidratado, água purificada e ácido clorídrico)

Como usar o Busonid

Siga sempre a dosagem e o tempo de tratamento recomendado pelo seu médico, que irá avaliar a melhor posologia para o seu caso, levando em consideração sua idade, porte físico e intensidade dos sintomas. As recomendações abaixo são apenas para referência.

O Busonid deve ser usado por adultos ou crianças acima de 6 anos de idade. Ele vem com um dispositivo de inalação para que seja aplicado diretamente no nariz. Antes disso, assoe o nariz da melhor maneira possível. Depois, misture o produto movimentando um pouco o frasco. Retire a tampa protetora, segure o aplicador de pé na entrada de uma narina, com a cabeça reta. Só então, pressione a válvula. Repita o processo na outra narina. Depois, respire fundo, limpe o excesso do nariz e higienize o bico aplicador do remédio, guardando-o com tampa.

O uso desse medicamento é preventivo. Para crianças a partir de 6 anos, a indicação da bula é de duas aplicações em cada narina duas vezes ao dia, ou 4 aplicações em cada narina pela manhã. A dose máxima para essa faixa etária é de 400 mcg por dia. Para adultos, recomenda-se uma aplicação em cada narina, duas vezes ao dia, ou duas aplicações em cada narina, uma vez ao dia, também respeitando a dose máxima de 400 mcg ao dia. Essa posologia serve tanto para rinite quanto para os pólipos nasais.

Contraindicação do Busonid

Esse medicamento não deve ser utilizado por quem tem alergia ou sensibilidade a qualquer componente da fórmula (vide o item Composição), além de qualquer corticoide. Busonid é contraindicado para crianças menores de 6 anos de idade, já que elas têm tendência de absorver maiores quantidades da medicação e, por isso, estão mais suscetíveis à toxicidade. Mulheres grávidas ou lactantes também não devem usar o remédio sem consultar um médico.

Pessoas com as seguintes condições também devem avaliar a possibilidade do uso de Busonid, usar com cautela e talvez adequar a dosagem:

  • catarata
  • glaucoma
  • cirrose hepática
  • osteoporose
  • úlcera péptica (ferida no interior do estômago)
  • tuberculose ativa (com sintomas) ou latente (sem sintomas)
  • infecção grave (por bactérias, fungos ou vírus)
  • tenha tido contato com viroses, como catapora e sarampo

Efeitos colaterais do Busonid

Há algumas poucas reações que são muito comuns para quem usa Busonid. Esses efeitos podem ocorrer em até 10% dos pacientes que utilizam o remédio, tais como:

  • dor de cabeça
  • náuseas
  • alteração do tom de voz (disfonia)
  • crise de sinusite
  • infecção do trato respiratório (em casos mais graves)

Também há várias reações comuns, que podem ocorrer entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam Busonid, como:

    • sangramento nasal
    • irritação nasal
    • palpitações
    • taquicardia
    • dor muscular
    • cansaço
    • sonolência
    • insônia
    • tosse
    • nasofaringite (inflamação no nariz e faringe)
    • síncope (desmaio)
    • ganho de peso
    • indigestão
    • dor abdominal
    • gastroenterite viral (infecção no estômago e intestinos)
    • candidíase do esôfago
    • vômito
    • candidíase oral (infecção por fungo na boca “sapinho”)
    • boca seca
    • equimose (manchas roxas na pele)
    • hipocalemia (diminuição do potássio no sangue)
    • leucocitose (aumento do número de glóbulos brancos no sangue)
    • artralgia (dor nas articulações)
    • catarata e glaucoma
    • aumento de pressão ocular
    • otite
    • faringite
    • febre

Alguns efeitos colaterais raros, que ocorrem entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam Busonid, são:

  • dermatite de contato e irritação da pele
  • urticária
  • ansiedade e irritabilidade
  • depressão
  • psicoses
  • irritação da garganta
  • hipoglicemia (diminuição da taxa de glicose no sangue) e hiperglicemia (aumento da taxa de glicose no sangue)
  • alteração na taxa de lipídios (gordura)

    Criança usando Busonid

    Como usar o Busonid

  • broncoespasmo
  • Síndrome de Cushing (condição rara em que ocorre um aumento dos efeitos do cortisol, intensificando a pressão arterial, gerando estrias na pele, espinhas no rosto, vasos sanguíneos mais frágeis, entre outros sintomas)

Também podem ocorrer acessos de espirros imediatamente após a aplicação do medicamento.

Superdosagem do Busonid

Como Busonid tem baixa atividade sistêmica, o risco de intoxicação é muito baixo. Mas se ocorrer qualquer problema, a simples interrupção do tratamento faria desaparecer os sintomas. Em casos raros, podem aparecer sintomas de hipercortisolismo, complicações decorrentes do excesso do hormônio cortisona no organismo.

Se acontecer isso ou qualquer uma das reações graves ou raras listadas acima, procure imediatamente um hospital com a caixa do medicamento em mãos, para que a equipe médica faça os procedimentos padrão de monitoramento controle das funções vitais e desintoxicação. Isso pode incluir lavagem gástrica ou administração de carvão vegetal ativado.

Precauções

Corticosteroides inalatórios, como o Busonid, podem interferir no controle da diabetes, podendo causar hiperglicemia (
aumento de açúcar no sangue), o que prejudicaria esse paciente. No entanto, isso só ocorre se a pessoa usar doses exageradas do spray. Os corticosteroides também podem produzir vários tipos de malformações fetais, indicam estudos feitos com animais. Embora esses resultados não tenham sido comprovados em mulheres grávidas, o ideal é evitar o remédio durante a gestação. Consulte um médico para verificar a dose mais adequada nesse caso. A budesonida é excretada no leite materno, mas também é preciso ter cautela no uso para lactantes.

Outro mal dos corticosteroides é a possibilidade de aumentar o risco de desenvolvimento de infecção grave ou fatal em pessoas que estão com varicela, sarampo ou doença viral semelhante. Essas substâncias também diminuem a absorção intestinal do cálcio e fosfato, o que aumenta a excreção urinária do cálcio, podendo causar osteoporose.

Já pacientes com úlcera de septo recente, sangramentos nasais recorrentes, trauma nasal ou cirurgias nasais recentes podem usar o medicamento, com o devido acompanhamento. Evite sempre o contato do produto com os olhos e não empreste seu spray para outra pessoa.

Caso se esqueça de tomar uma dose desse medicamento, tome assim que lembrar e depois continue no esquema original de horas. Se você se lembrar apenas quando estiver muito próximo do horário da próxima dose, pule a esquecida e continue o tratamento normal. Nunca use dosagens em dobro.

Interação do Busonid com outros remédios

O uso concomitante de Busonid e bupropiona pode aumentar o risco de convulsões. Pessoas que usam claritromicina, eritromicina, itraconazol ou cetoconazol podem observar um aumento da concentração de Busonid no sangue, o que pode ser prejudicial à saúde. Já os pacientes que fazem uso de sargramostim podem ter aumentado o efeito produzido na medula óssea desse remédio.

Como já dito na sessão “Efeitos colaterais”, mais acima, quando usado junto com amiodarona, Busonid pode aumentar o risco do desenvolvimento da síndrome de Cushing, condição rara em que ocorre um aumento dos efeitos do cortisol, intensificando a pressão arterial, gerando estrias na pele, espinhas no rosto, vasos sanguíneos mais frágeis, entre outros sintomas.

Uma interação curiosa é com um alimento: o suco de toranja, ou grapefruit, pode aumentar os níveis de Busonid na circulação sanguínea. Não interação de Busonid com álcool e o medicamento não altera a capacidade de dirigir ou operar máquinas.

ArmazenamentoBusonid caixa

Como a maioria dos medicamentos, o Busonid deve ser mantido em temperatura ambiente, ou seja, entre 15° e 30°C. Sempre mantenha o remédio na embalagem original, onde estarão impressos a data de fabricação e de validade. Respeite sempre esses prazos e não faça uso do medicamento caso observe alguma mudança no aspecto, que é de uma suspensão homogênea e de cor branca. Cuide para que o medicamento fique fora do alcance das crianças.

Busonid Preço

O Busonid não é um medicamento controlado e, portanto, pode ser vendido livremente por um farmacêutico ou pela internet, nesses preços:

    • Budonid suspensão aquosa de 50 mcg/dose, frasco-spray com válvula dosificadora contendo 3 mL – média de R$ 30,00
    • Budonid suspensão aquosa de 100 mcg/dose, frasco-spray com válvula dosificadora contendo 3 mL – média de R$ 50,00

Busonid Genérico

Busonid é um medicamento referência que tem como princípio ativo a budesonida. É possível achar essa substância em forma genérica, com preços menores. Também há medicamentos similares, como Miflonide, Noex e Pulmicort.

Pergunta dos leitores

Busonid engorda?

Não exatamente, mas o ganho de peso é um dos efeitos colaterais mais comuns, que pode ocorrer em até 10% das pessoas que fazem uso do medicamento. Uma reação mais rara, mas também possível, é uma alteração na taxa de lipídios, que é a gordura do corpo. No entanto, o aumento ou a diminuição do apetite não estão entre as reações adversas desse medicamento.

Busonid serve para sinusite?

Não, a sinusite é uma infecção nos seios da face que pode afetar diversas áreas da cavidade nasal. Diferente da rinite, que é alérgica e pode ser tratada com Busonid, a sinusite pode ser causada por resfriados mal curados, o que causa a proliferação de germes e bactéricas. Para tratar essa condição, os medicamentos mais indicados são os anti-histamínicos, anti-inflamatórios ou antibióticos.