Celestamine Xarope, Gotas e Comprimido – Para que serve? Como Tomar? Efeitos Colaterais e Precauções

As patologias alérgicas do sistema respiratório são um verdadeiro problema e devem receber tratamento adequado para evitar problemas maiores e para isso existe Celestamine. Se você quer saber mais sobre esse medicamento, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre ele.

Para que serve o Celestamine

Celestamine é um medicamento que serve como adjuvante para tratar doenças alérgicas do aparelho respiratório, tais como rinite alérgica e asma brônquica grave; bem como nas doenças de pele como eczema (dermatite atópica), dermatite de contado, doença do soro e reações medicamentosas.

Além disso ele também é indicado no tratamento de doenças inflamatórias alérgicas oculares, tais como a inflamação da córnea (ceratite), conjuntivite e das porções internas do olho (iridociclite, irite não-granulomatosa, coriorretinite, uveíte e coroidite).

No caso das doenças oculares citadas, esse medicamento atua inibindo a fase mais agude da inflamação, ajudando a preservar a funcionalidade do aparelho ocular ao passo que se realiza o tratamento com terapia específica para a infecção.


Como funciona o Celestamine

Esse remédio une a ação de antialérgico e anti-inflamatório da betametasona com a ação anti-histamínica (antialérgica) do maleato de dexclorfeniramina.

Essa combinação permite que se uma dose menor de corticosteroides obtendo um resultado semelhante ao que é obtido com o uso de doses mais altas do mesmo.

Composição do Celestamine

Celestamine serve para Rinite Alérgica

 Comprimidos (uso oral, adulto e pediátrico para crianças com mais de 6 anos de idade):

Cada comprimido de Celestamine contém:

maleato de dexclorfeniramina ………. 2 mg betametasona ………. 0,25 mg excipientes q.s.p. ………. 1 comprimido (gelatina, amido, lactose monoidratada, estearato de magnésio e corante vermelho FDC n° 3).

Xarope (uso oral, adulto e pediátrico para crianças com mais de 2 anos de idade):

Cada 5 mL do xarope Celestamine contém:

maleato de dexclorfeniramina ………. 2mg
betametasona ………. 0,25mg
veículo q.s.p. ………. 5mL (propilenoglicol, sucralose, sorbitol, benzoato de sódio, hidroxietilcelulose, ácido cítrico, cloreto de sódio,
aroma artificial de morango e água).

Solução oral (uso oral, adulto e pediátrico para crianças com mais de 2 anos de idade):

Cada mL (24 gotas) contém:
maleato de dexclorfeniramina………. 2mg
betametasona ………. 0,25mg
veículo q.s.p. ………. 1 mL (ácido cítrico, aroma artificial de morango, benzoato de sódio, cloreto de sódio, propilenoglicol, sacarose,
sorbitol e água).
Cada gota contem 0,083mg de maleato de dexclorfeniramina e 0,01mg de betametasona.

Celestamine

Como tomar o Celestamine

Celestamine xarope

Para adultos e crianças com mais de 12 anos de idade, a posologia recomenda uma dose de 5 a 10 mL do xarope de 3 a 4 vezes por dia.  A dose diária não deve ultrapassar os 40 mL por dia.

Para crianças com idade entre 6 e 12 anos de idade a posologia indica uma dose inicial de 2,5 mL, 3 vezes ao dia. A dose diária não deve ultrapassar os 20 mL por dia.

Para crianças com idade entre 2 e 6 anos de idade, a posologia recomenda a dose de 1,25 a 2,5 mL por dia, 3 vezes por dia. A dose diária não deve ultrapassar os 10 mL por dia.

Celestamine Comprimido

Para adultos e crianças com mais de 12 anos de idade, a posologia recomenda uma dose inicial de  de 1 a 2 comprimidos, de 3 a 4 vezes por dia.  A dose diária não deve ultrapassar os 8 comprimidos dentro de 24h.

Para crianças com idade entre 6 e 12 anos de idade a posologia indica uma dose inicial de 1/2 (meio comprimido), 3 vezes ao dia. A dose diária não deve ultrapassar os 4 comprimidos dentro de 24h.

Celestamine gotas

Para adultos e crianças com mais de 12 anos de idade, a posologia recomenda uma dose inicial de 24 a 28 gotas da solução oral de 3 a 4 vezes por dia.  A dose diária não deve ultrapassar as 192 gotas dentro de 24h.

Para crianças com idade entre 6 e 12 anos de idade a posologia indica uma dose inicial de 12 gotas, 3 vezes ao dia. A dose diária não deve ultrapassar os as 96 gotas dentro de 24h.

Para crianças com idade entre 2 e 6 anos de idade, a posologia recomenda a dose inicial de 6 a 12 gotas, 3 vezes por dia. A dose diária não deve ultrapassar as 48 gotas dentro de 24h.

A dosagem deve ser individualizada, de acordo com a resposta de cada paciente. Caso seja necessário a administração de uma dose adicional, ela deve ser feita, preferencialmente ao deitar.

Deve ser considerado um tratamento com anti-histamínicos e a retirada gradual da associação sempre que houver alergia e os sintomas da alergia respiratória forem adequadamente controlados.

Siga sempre a orientação do médico no que diz respeito aos horários, doses e duração do tratamento. O tratamento não deve ser interrompido sem que haja orientação médica.

Contraindicação do Celestamine

Esse medicamento é contraindicado para pacientes que apresentem reação de hipersensibilidade (reação alérgica) a qualquer um dos componentes de sua fórmula e os fármacos similares.

Outra de suas contraindicações é para pacientes que esteja com infecção fúngica (por fungos) sistêmica, para recém-natos e prematuros, bem como em pacientes que esteja realizando terapia com inibidores de MAO (monoaminoxidase).

Celestamine é contraindicado também para pacientes menores de 6 anos de idade, no caso dos comprimidos e para pacientes menores de 2 anos de idade no caso da solução oral e do xarope.

Esse medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou que estejam amamentando, a menos que haja orientação médica.

Efeitos colaterais do Celestamine

Assim como qualquer medicamento, o uso de Celestamine pode ocasionar o aparecimento de reações adversas. Os efeitos adversos dessa medicação são os seguintes, de acordo com sua frequência:

Reações adversas comuns (que ocorrem com 1% a 10% dos pacientes que fazem uso desse medicamento)

  • Betametasona: distúrbios musculoesqueléticos; gastrintestinais, eletrolíticos; neurológicos; dermatológicos; oftálmicos; psiquiátricos e metabólicos.
  • Maleato de dexclorfeniramina: ocorrem reações similares àquelas relatas com o uso de anti-histamínicos, sendo a sonolência moderada ou leve a mais frequente.

Gerais: anafilaxia (choque anafilático); urticária; secura de nariz boca e garganta; transpiração em excesso, fotossensibilidade.

Reações adversas raras (que ocorrem com 0,01% a 0,1% dos pacientes que fazem uso desse medicamento)

  • Maleato de dexclorfeniramina: outras reações possíveis caudadas por anti-histamínicos, tais como reações hematológicas, cardiovasculares, neurológicas, geniturinárias, gastrintestinais e respiratórias.Bula do Celestamine

Sempre informe ao seu médico sobre o aparecimento de reações adversas decorrentes do uso de Celestamine.

Atenção: esse é um medicamento novo e, mesmo que tenha sua segurança e eficácia indicado em pesquisas e que seja indicado de forma adequada, pode ocorrer reações adversas não previstas e desconhecidas. Nesse caso o médico ou cirurgião-dentista deve ser imediatamente avisado.

Precauções

 Precauções da betametasona

Pode ser preciso realizar ajustes da dosagem nos casos de exacerbação ou remição da patologia, bem como com a resposta individual de cada paciente ao tratamento e a exposição do mesmo ao estresse físico e emocional (cirurgias e traumas).

Pode haver a necessidade de monitoramento do quadro clínico do paciente por um período de até um ano depois que um tratamento com altas doses ou se tempo prolongado for encerrado.

Existe a possibilidade da ocorrência de insuficiência suprarrenal secundária decorrente da suspensão abrupta do tratamento, que pode ser evitada com a descontinuação gradual do mesmo.

Em pacientes com hipotireoidismo (diminuição na produção de hormônios pela tireoide) há um aumento nos efeitos dos corticosteroides, bem como em pacientes com doença hepática (fígado).

Caso o paciente tenha herpes simples ocular (olhos), é preciso comunicar ao médico visto o risco de perfuração da córnea.

O uso desse medicamento pode acentuar e agravas os quadros prévios de tendência psicótica e instabilidade emocional.

Informe ao médico ou cirurgião dentista caso possua algum dos problemas a seguir:

  • Inflamação do intestino com ulceração (colite ulcerativa)
  • Diverticulite
  • Úlcera estomacal ou intestinal
  • Abcessos ou demais infecções com pus
  • Hipertensão (pressão alta)
  • Osteoporose (redução da concentração de cálcio nos ossos)
  • Doença renal (nos rins)
  • Doença autoimune que causa intensa fraqueza muscular (miastenia gravis)

No uso concomitante com outros corticoides, celestamine pode acabar mascarando sinais de infecções já existentes e de infecções que possam surgir no decorrer do tratamento.

O uso desse medicamento por tempo prolongado pode ocasionar o aumento da pressão ocular (glaucoma) com risco de lesão ao nervo ótico, catarata subcapsular posterior e aumento da possibilidade de infecções oculares secundárias decorrentes de vírus ou fungos.

O uso de corticosteroides pode levar ao aumento da pressão arterial, da excreção de potássio e da retenção de sódio, bem como da excreção de cálcio.

O desenvolvimento e crescimento de crianças pequenas submetidas a um tratamento prolongado com corticosteroides deve ser observado cuidadosamente, visto que há uma diminuição da produção das glândulas suprarrenais.

Precauções do maleato de dexclorfeniramina

O médico deve ser avisado caso o paciente apresente alguma das seguintes patologias:

  • Úlcera estenosante (do duodeno) ou do estômago
  • Glaucoma de ângulo estreito
  • Obstrução da saída do estômago
  • Aumento da próstata
  • Obstrução da saída da bexiga
  • Doenças cardíacas (coração) ou dos vasos sanguíneos, considerando pressão alta em pacientes com pressão intraocular elevada.

O paciente deve evitar operar máquinas e dirigir visto que o medicamento pode causar sonolência.

Celestamine poda causar doping e contém lactose.

Uso em idosos

Os medicamentos da classe dos anti-histamínicos podem causar vertigem, sedação e hipotensão (pressão baixa) em pacientes acima de 60 anos de idade.

Nesses pacientes o uso deve ser feito com cautela visto que estão mais suscetíveis aos eventos adversos.

Uso de Celestamine na gravidez e amamentação

O médico é que deverá avaliar os benefícios da administração do medicamento em mulheres grávidas, em fase de amamentação ou para mulheres que estejam em idade fértil.

É preciso observar cuidadosamente as crianças filhas de mães que receberam tratamento com corticosteroides no decorrer da gestação, visto que podem apresentar supressão da glândula suprarrenal.

O recém-natos devem ser verificados para a possibilidade da ocorrência de catarata congênita.

Sempre informe ao médico ou cirurgião dentista sobre a ocorrência de uma gravidez durante ou após a finalização do tratamento.

Celestamine não deve ser utilizado por mulheres grávidas a menos que haja recomendação médica.

Superdosagem do Celestamine

É preciso considerar a toxicidade potencial dos componentes desse medicamento, que é causada principalmente pela dexclorfeniramina. A dose considerada letal é de 2,5 a 5 mg/kg. Já a dose de corticosteroides em excesso, em geral, não ocasiona sintomas agudos.

Os sintoma só acontecem com a utilização repetida de altas doses e são: pupilas fixas e dilatadas, rubor facial, boca seca, distúrbios gastrintestinais e depressão ou estimulação do SNC.

No caso da ingestão de uma grande quantidade de Celestamine, é imprescindível procurar o socorro médico imediatamente, levando consigo a embalagem ou bula do medicamento. Para mais orientações ligue para 0800 722 6001.

Interação com outros remédios

Sempre informe ao médico caso esteja fazendo uso de algum desses medicamentos: fenitoína, fenobarbital, estrogênios, diuréticos inibidores de potássio, digitálico (glicosídeos cardíacos), anfotericina B, inibidores de MAO, hormônios do crescimento, barbitúricos, anticoagulantes cumarínicos, antidepressivos tricíclicos,

Não deve ser utilizado com álcool e anti-inflamatórios não hormonais (AINEs)

Celestamine Preço

Para comprar esse produto é necessária a apresentação de receita médica branca comum e o seu preço pode variar de acordo com a região na qual você se encontra e o local escolhido para a compra, bem como se você vai comprar o produto referência ou o seu genérico, visto que a segunda opção costuma ser mais barata.

No entanto, na internet, a caixa com 20 comprimidos pode ser encontrada por valores entre R$ 21 e R$ 27 reais. A solução oral no frasco de 20 ml pode ser encontrada por valores entre R$ 29 e R$ 40 reais. Já o xarope em frasco de 120 mL de Celestamine pode ser encontrado por valores entre R$ 34 e R$ 47 reais.

Celestamine Genérico

Para encontrar o genérico desse medicamento, basta ir até a farmácia mais próxima e solicitar ao farmacêutico pelos princípios ativos da fórmula de Celestamine, que são Maleato de Dexclorfeniramina + Betametasona, que é produzido por diversos outros laboratórios.

Vale lembrar que é importante observar se a concentração do medicamento genérico confere com a do medicamento referência.

Pergunta dos leitores

Celestamine da sono?

Sim, a sonolência é uma das possíveis reações adversas decorrentes do uso desse medicamento.

Celestamine é indicado para tosse?

Esse remédio serve para tratar as doenças alérgicas do aparelho respiratório. Então, Celestamine pode ser utilizado para tratar a tosse caso seja decorrente desse problema.