Para que serve o Cloridrato de Metformina? Como Tomar? Emagrece?

Diabetes é uma doença crônica na qual o corpo não produz insulina ou não consegue usar adequadamente a insulina que produz. Os medicamentos são de grande importância para quem tem diabetes, o Cloridrato de Metformina é um desses medicamentos que ajudam no tratamento da doença.

A insulina é um tipo de hormônio que é responsável por controlar a quantidade de glicose no sangue. O nosso corpo precisa da insulina para utilizar a glicose que absorvemos por meio dos alimentos, como fonte de energia.

Quem tem diabete não consegue fabricar a insulina fazendo com que a glicose na sangue fique alta (hiperglicemia). Caso isso aconteça á longo prazo, poderá danificar órgãos, vasos sanguíneos e nervos.

Muitas pessoas acabam descobrindo a diabetes quando ela já está em um estágio avançado. Por isso, é importante você ficar atento, onde um simples exame de sangue é capaz de revelar se você possui diabetes e qual o tipo da mesma.


A diabetes não tem cura. Portanto, o paciente que possui a doença crônica deverá cuidar da sua alimentação e seguir o tratamento de forma adequada para que não tenha piora no seu quadro clínico.

Diabetes tipo 1: É quando pouca ou nenhuma insulina é liberada para o corpo, onde a glicose fica no sangue, em vez de ser usada como energia. Esse tipo de diabetes afeta cerca de 10% dos pacientes com a doença. O tipo 1 de diabetes costuma surgir na infância ou adolescência, onde o planejamento alimentar e a prática de exercícios físicos podem ajudar a controlar o nível de glicose no sangue.

Diabetes tipo 2: É quando o organismo não consegue usar a insulina que produz ou usa de forma insuficiente. Cerca de 90% dos pacientes com a doença possuem o diabetes tipo 2. Ele se desenvolve ao longo da vida, não sendo genético. O uso da insulina se torna primordial nesses casos para controlar a glicose.

Para que serve o Cloridrato de Metformina

Para que serve o Cloridrato de Metformina

Cloridrato de Metformina é um medicamento que serve para o tratamento da diabetes tipo 1 (doença crônica em que o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina.) e diabetes tipo 2 (doença crônica que acaba afetando como o corpo processa o açúcar do sangue).

O medicamento é eficaz isoladamente ou em combinação com outros antidiabéticos. Cloridrato de Metformina também serve para o tratamento da Síndrome dos Ovários Policísticos (distúrbio hormonal que causa um aumento no tamanho dos ovários, com pequenos cistos na parte externa deles).

Como funciona o Cloridrato de Metformina

A ação do medicamento é rápida, provocando a normalização dos níveis elevados do açúcar no sangue e reduzindo as complicações que o açúcar elevado pode causar no metabolismo de quem possui diabetes.

Composição

Cloridrato de Metformina é comercializado em 3 composições. Possui 500 mg, 850 mg ou 1 g de cloridrato de metformina.

Excipientes de cada comprimido: dióxido de silício, povidona, celulose microcristalina, macrogol, estearato de magnésio, crospovidona e hipromelose.

Como tomar o Cloridrato de Metformina

Comprimidos de 500 mg, 850 mg e 1 g para diabéticos: A dose recomendada é de 1 comprimido no café da manhã e 1 comprimido no jantar. Caso seja necessário, a dose poderá ser aumentada de forma que não exceda 5 comprimidos diários.

Comprimidos de 500 mg, 850 mg e 1 g para Síndrome dos Ovários Policísticos: A dose indicada é de 2 ou 3 comprimidos ao dia. Caso seja necessário, a dose poderá ser aumentada de forma que não exceda 5 comprimidos diários.

Os comprimidos devem ser ingeridos junto com as refeições, de modo que não ocorra efeitos colaterais gastrintestinais

O medicamento deve ser tomado diariamente, sem interrupção. O paciente deve parar o tratamento apenas em casos de reações adversas ou com orientação médica.

Contraindicação

Esse medicamento é contraindicado em mulheres que estejam grávidas.

Caso esteja amamentando, o seu uso deverá ser avaliado pelo médico.

Cloridrato de metformina é contraindicado para alcoólatras, pacientes com doenças dos rins, doenças do fígado, insuficiência cardíaca congestiva, infarto agudo do miocárdio e infecções respiratórias.

O medicamento é contraindicado em pacientes que tenham hipersensibilidade ao cloridrato de metformina e seus excipientes.

Precauções

O uso do medicamento inibe a necessidade de regime com redução de açúcares em todos os casos de diabetes. O paciente deve continuar regulando os controles biológicos habituais do diabetes.

Cloridrato de metformina, usado isoladamente,não causa hipoglicemia, sendo assim não altera a capacidade do paciente em dirigir veículos ou operar máquinas. O medicamento é contraindicado para crianças abaixo de 10 anos de idade.

Caso apareça algum tipo de reação adversa durante o tratamento com cloridrato de metformina, o paciente deverá interromper o uso do medicamento e consultar o seu médico.

Efeitos colaterais do Cloridrato de Metformina

Cloridrato de metformina

O cloridrato de metformina pode provocar em alguns pacientes reações adversas do gastrointestinal, como enjoo, vômitos e diarreia.

Os efeitos colaterais podem ocorrer com maior frequência no inicio do tratamento, desaparecendo aos poucos na maioria dos casos. Caso as reações adversas apresentem outros sintomas, o paciente deverá consultar o seu médico.

Cloridrato de Metformina emagrece?

O paciente que tem diabetes acaba emagrecendo durante o tratamento e muitas pessoas que desejam emagrecer encontram nos remédios para diabetes uma saída para o que desejam, porém o cloridrato de metformina e qualquer outro medicamento para diabetes não é recomendado para esse fim.

O cloridrato de metformina não é indicado para a perda de peso, onde a sua eficiência ainda é menor que de outros remédios próprios para o emagrecimento, caso essa seja a finalidade do paciente utilizar o antidiabético, o paciente deverá consultar o seu médica para indicação de um medicamento mais adequado.

Superdosagem

Cloridrato de metformina emagrece

O cloridrato de metformina é um produto pouco tóxico. A sua ingestão em doses elevadas, representando mais de 10 vezes a dose terapêutica, não causou efeitos metabólicos significativos. Porém, mesmo assim não é indicado o paciente fazer superdosagem.

Nos casos de superdosagem do medicamento e o paciente apresente algum tipo de efeito colateral, deverá procurar uma emergência médica para que possa ser avaliado de forma sintomática para o paciente iniciar o tratamento adequado.

Interação do Cloridrato de Metformina com outros remédios

A ingestão do cloridrato de metformina com alimentos não atrapalha o efeito do medicamento.

Durante o tratamento, o paciente deve evitar o consumo de álcool ou reduza-o a um mínimo.

Algumas doenças, assim como o uso de certos medicamentos como corticosteroides, diuréticos e salbutamol podem causar uma perda do controle da Diabetes.

Informe o seu médico, caso esteja usando qualquer tipo de remédio antes de iniciar o tratamento com cloridrato de metformina.

Armazenamento

O aspecto físico do cloridrato de metformina de 500 mg é comprido, circular, convexo, branco e liso nas duas faces. O comprimido de 850 mg é oblongo, branco, sulcado em uma das faces e com gravação Medley na outra. O comprimido de 1 g possui o mesmo aspecto físico do de 850 mg.

Cloridrato de metformina deve ser armazenado em temperatura ambiente, protegido da umidade.

Informações como número de lote, data de fabricação e prazo de validade podem ser localizadas na embalagem externa do medicamento.

Assim como todo tipo de medicamento, cloridrato de metformina deve ser mantido fora do alcance de crianças.

Cloridrato de Metformina Preço

O agente antidiabético, associado ao regime alimentar, para o tratamento de diabetes pode ser adquirido em farmácias e drogarias de todo o Brasil pelo preço médio de R$ 3,07 a R$ 17,49.

Para compra do produto é necessário apresentação de receita médica (branca comum).

Pergunta dos leitores

Cloridrato de Metformina é indicado para engravidar?

A metformina, segundo especialistas, não altera os níveis de produção de insulina, sendo assim não causa hipoglicemia. Os seus ativos ajudam a eliminar o colesterol LDL, reduzindo a presença de ácidos graxos livres e também controla os triglicérides.

Todas essas funções podem se tornar fundamentais para induzir a ovulação e permitir uma gravidez saudável quando comparado a outros indutores de ovulação.

Cloridrato de metformina é bem forte, podendo provocar efeitos colaterais, onde por mais que ele facilite a gravidez, não é indicado para essa finalidade. Mulheres que desejam engravidar, devem consultar o seu médico para que possa ser indicado um remédio mais adequado para a gravidez.