Combiron – Bula, Como Usar, Contraindicação, Engorda?

O corpo humano é organismo complexo que está sujeito a sofrer diversas falhas. Apesar de não parecer correto, são poucos que não possuem nenhum problema a ser corrigido. Isso porque o modo de viver, o local onde mora, o emprego, o que come, o que faz e tudo mais o resto pode influenciar diretamente no funcionamento do seu corpo e nas reações que ele tem com cada situação.

Um dos problemas possíveis é a falta de nutrientes, vitaminas, componentes ou qualquer outra substância, como o ferro, no organismo. A falta de ferro no sangue é a responsável pela anemia, uma doença que é diagnosticada mais de duas milhões de vezes por ano aqui no Brasil. Combiron é o medicamento que vai combater esse problema.

Para que serve o Combiron

Combiron é um medicamento indicado para atuar nas correções dos problemas causados pela anemia ferropriva, que é quando há falta de ferro no sangue. Além disso, ele é utilizado para combater problemas provocados por anemias medicamentosas ou distúrbios nutricionais.

Além disso, Combiron é destinado também quando há situações de anemia gestacional (durante a gravidez), no período de lactação (amamentação) e no puerperal, que são as situações pós-parto. Combiron também é indicado na prevenção de anemia que possam ocorrem durante a infância, a adolescência, a fase adulta e durante a fase senil.


Como funciona o Combiron

Combiron age corrigindo a anemia ocasionada pela falta de ferro, restabelecendo os padrões de armazenamento de ferro no corpo.

 

O medicamento fornece ferro na forma de glicinato férrico e deste modo apresenta diversas vantagens, como aumento mais rápido da quantidade nos estoques de ferro, maior estabilidade molecular e absorção do mineral e segurança em relação à toxicidade do ferro.

combiron

Como as principais funções do ferro tem a ver com o metabolismo e crescimento celular, é importante manter os níveis da substância sempre no padrão e estável. Por ser o único medicamento voltado para a estabilização do ferro no sangue que não possui sabor, Combiron é indicado para crianças, visto que deste modo é mais fácil administrar o remédio.

O resultado pode ser observado no primeiro dia de tratamento, este que dura 90 dias ou a critério médico.

Como usar o Combiron

Combiron gotas

Em qualquer hipótese, o medicamente deve ser agitado antes do uso. Para efeito de efeito de medida, 1 mL equivale a 10 gotas.

Para crianças com até 15 kg, o ideal são duas gotas/kg/dia que devem ser divididas em duas tomadas. Em crianças que pesam entre 15 e 30 Kg, deve aplicar uma gota/kg/dia, também dividida em duas tomadas. No caso de adultos, a posologia é de 40 gotas/dia em duas tomadas

O Combiron em gotas pode ser ingerido diluído em água/suco ou puro. A dosagem máxima permitida por dia é de 40 gotas.

Combiron comprimido

O Combiron Fólico, também conhecido como sua forma de comprimido, é mais fácil de ser utilizado. O ideal é ingerir um comprimido por dia antes de alguma refeição ou então como o médico prescrever, pois evitará possíveis problemas estomacais. A dose máxima permitida por dia é de um comprimido.

Combiron engorda?

Sim. E não. Aliás, ele também pode emagrecer. A verdade é que todas essas situações estão ligadas com alguns de seus efeitos colaterais. Um deles é a distensão abdominal, que um aumento do volume da barriga ocasionado da intolerância gastrointestinal. É uma reação contrária comum, sendo descrita que ocorre em 10% ou mais dos pacientes. Mas isso não significa que houve aumento de peso, apenas do volume.

Entretanto outro possível efeito colateral muito comum é a anorexia, que é um distúrbio alimentar provocado pela diminuição grave do peso. Junto a isso está outra reação adversa que é a perda do apetite, mas nesse caso apenas o Combiron Fólico é o culpado.

Há também o aumento do apetite como efeito colateral, mas em menos casos. Ou seja, Combiron pode emagrecer, mas não engordar, já que volume é diferente de peso.

Composição do Combiron

A Composição de Combiron em gotas (cada 1 mL) é de: 131,580 mg de glicinato férrico; 0,003 mg de cianocobalamina; 4,60 mg de dexpantenol; 10,00 mg de nicotinamida; 0,750 mg de nitrato de tiamina e; 1,00 mg de riboflavina. De ferro elementar, há 25 mg.

O resto da composição de seus excipientes, que são ácido cítrico monoidratado, aroma de chocolate, aroma de cereja, carmelose sódica, ciclamato de sódio, celulose microcristalina, glicerol, citrato de sódio diidratado, goma xantana, glutationa, propilenoglicol, metilparabeno, sacarina sódica diidratada, propilparabeno, vanilina sorbitol e água purificada.

No caso de Combiron Fólico, sua composição (cada comprimido revestido) é de: 120 mg de ferrocarbonila (ferro elementar); 4 mg de nitrato de tiamina; 1 mg de riboflavina; 1 mg de cloridrato de piridoxina; 25 mcg de cianocobalamina; 10 mg de nicotinamida; 2 mg de ácido fólico e; 2 mg de pantotenato de cálcio.

O resto da composição contém os excipientes, que são: celulose microcristalina, croscarmelose sódica, lactose monoidratada, dióxido de silício, corante azul FDC2 laca de alumínio, corante vermelho Ponceau 4R laca aluminio, estearato de magnésio, corante vermelho FDC3 laca de alumínio, Opadry II e dióxido de titânio.

Contraindicação do Combiron

Ambos os modelos de Combiron são contraindicados para pacientes que tenham hipersensibilidade a qualquer componente das fórmulas. Além disso, o medicamento não deve ser usado por pacientes que tenham outros tipos de anemias que não sejam as causadas pela deficiência de ferro, como a anemia megaloblástica ou a perniciosa, anemia talassemia ou hemolítica, hemossiderose ou hemocromatose, além de porfiria cutânea.

Precauções do Combiron

Medicamentos à base de ferro têm algumas coisas em comum. Em todos os casos, deve ser administrado com cuidado por: pessoas que consomem muito álcool, pacientes com estados inflamatórios e infecções agudas do trato gastrintestinal, pessoas com colite ulcerativa, pacientes com pancreatite e úlcera péptica.

Quando há a ingestão em excesso de álcool, há incremento do depósito de ferro no fígado. Isso faz com que aumente a probabilidade de efeitos colaterais, especialmente quando há o uso prolongado do medicamento.

Pacientes com alterações das funções do fígado ou dos rins precisamse administrar compostos de ferro com muito mais cautela. E mantenha sempre a medicação longe das crianças, pois isso pode evitar superdosagem acidental.

Efeitos colaterais do Combiron

Combiron Fólico

Alguns pacientes mais sensíveis podem vir a apresentar alguns distúrbios gastrointestinais. Náuseas, diarreias, vômitos, dores abdominais, constipação intestinal e úlcera péptica são alguns deles. Além disso, é possível apresentar um gosto desagradável na boca e cefaleia.

Alguns pacientes podem sofrer com urticaria, rash cutâneo, prurido, além de descoloração da urina e litíase renal. Apesar de incomum, sonolência, distúrbios de comportamento, irritabilidade, hipotonia e hepatotoxicidade podem acontecer.

No caso da presença de sintomas mais graves, como os últimos citados, consulte um médico.

Superdosagem

Apesar d’a possibilidade ocorrer intoxicação aguda pelo excesso de vitaminas ou sais minerais (ferro), ser bastante reduzida, sempre procure o médico imediatamente. Isso porque seu corpo pode ser sensível e desenvolver efeitos colaterais mais severos e as vezes desconhecidos.

Alguns sintomas da superdosagem de ferro são vômitos, aumento dos batimentos cardíacos, colapso dos vasos e lesão do fígado. Se possível, sempre se induza imediatamente ao vômito no caso de superdosagem acidental. Isso pode evitar situações mais severas, como lavagem intestinal.

Interação do Combiron com outros remédios

Combiron pode reagir das seguintes maneiras com os seguintes medicamentos: carbidopa, metildopa, levodopa, penicilamina e levotiroxina podem sofrer diminuição de seus efeitos.

Antibióticos em geral também podem ter uma redução do efeito, além da diminuição do ferro. Ácidos aceto-hidroxâmicos, demeclociclina e cloranfenicol causam redução do efeito do ferro.

Antiácidos, magnésio ou bicarbonato, medicamentos que contém sais de alumínio, inibidores da bomba de prótons, sequestradores de ácidos biliares, zinco e vanádio reduzem o número de ferro no sangue. Ácido aminosalicílico, colchicina, ácido ascórbico e omeprazol reduzem níveis de vitamina B12

Consulte sempre um médico antes de fazer uso de dois medicamentos diferentes.

Combiron Preço

A apresentação de Combiron (Laboratório Aché) em gotas, que é via oral e destinado ao uso adulto e pediátrico, é a seguinte: gotas (25 mg/mL de ferro elementar ou 131,58 mg/mL de glicinato férrico). É comercializado em frascos com 30 mL, mais um conta gotas. O preço do frasco varia entre R$ 15 e R$ 20, dependendo de região para região.

O Combiron Fólico, destinado a uso adulto, é vendido em embalagens com 15 e 45 comprimidos revestidos. Este pode ser encontrado pelo preço que varia entre R$ 24 a R$ 32, na caixa de 45 comprimidos. Para a de 15, o preço é inferior.

Em ambos os medicamentos, não é necessária a apresentação de receita médica. Mas consulte sempre um médico antes de fazer uso.

Combiron Genérico

Não há registro de genéricos do medicamento sendo comercializados por qualquer outra marca.

Pergunta dos leitores

Combiron é indicado para bebê?

Sim, Combiron em sua forma de gotas pode ser tomado por bebês, desde que siga corretamente a posologia. O ferro é essencial para o desenvolvimento humano, portanto é essencial que haja a administração do medicamento nessa fase caso a criança apresente deficiência de ferro no sangue.

Combiron abre o apetite?

Como dito antes, o Combiron pode alterar o apetite do paciente. A maioria dos casos onde há essa mudança apresentam menos apetite, mas há casos onde o paciente sente mais fome. Então sim, apesar de raro, Combiron pode abrir o apetite, mas não é um efeito comum.