Flancox Bula – Para Que Serve? Posologia, Efeitos Colaterais, Preço!

Artrite é uma doença que afeta as articulações (ponto no corpo onde dois ou mais ossos se reúnem), incluindo as mãos e os pés. A artrite também pode provocar problemas no tecido perto das articulações, como músculos, tendões e ligamentos. Existem diversos tipos de artrite, onde em alguns tipos ela pode afetar o corpo inteiro. Antes de falarmos sobre o Flancox, vamos comentar um pouco mais sobre a Artrite.

A doença pode causar o sumiço da cartilagem, que é um tecido liso responsável por cobrir as extremidades dos ossos, agindo como se fosse uma almofada, permitindo que os ossos deslizem uns contra os outros suavemente. Quando a cartilagem desaparece, o osso começa a se esfregar com o outro, causando irritação, dor e inchaço. Isso também dificulta os movimentos.

A artrite pode desenvolver em crianças, adultos e idosos, em maior frequência ela ocorre no público feminino, pois devido ao fator hormonal, o estrogênio pode mexer com o sistema imune da mulher.

A causa da artrite pode ser hereditária, mas também associada a infecções virais e bacterianas. Vírus e bactérias podem cair na corrente sanguínea e desencadear um desequilíbrio no sistema imunológico. Infecções urinárias, dores de dentes e dores de garganta são alguns dos fatores que também podem causar a artrite.


Outro fator bastante comum para a artrite é o cigarro e isso não se enquadra apenas em pessoas que fumam, mas também em quem têm contato com fumantes. Até mesmo fatores ambientais podem ajudar no desenvolvimento da artrite.

Dores do pós-operatório também costumam ter grande impacto na vida do paciente, pois é um desconforto que precisa de bastante cuidado para que a recuperação ocorra de forma eficaz e um medicamento que age diretamente no tratamento do pós-operatório e no tratamento da artrite, é o Flancox.

artrite reumatoide flancox

Para que serve Flancox

Flancox é um medicamento que serve para o tratamento da artrose (um tipo de artrite que ocorre quando o tecido flexível nas extremidades dos ossos se desgasta) e da artrite reumatoide (doença inflamatória que afeta muitas articulações, incluindo as das mãos e dos pés).

O medicamento atua no controle da artrite aguda (limitada a um determinado período de tempo e de gravidade) e crônica (dor persistente que dura de semanas a anos), onde também serve para controlar a dor associada aos processos inflamatórios.

Flancox alivia as dores no pós-operatório de cirurgias odontológicas e obstétricas, assim como traumas (dano emocional que ocorre como resultado de um algum acontecimento) e outras condições, como artrite aguda por gota (doença caracterizada pela elevação dos índices de ácido úrico do sangue, o que faz com que cristais de sódio se depositem nos tecidos e articulações gerando crises e incômodos).

O medicamento também é indicado para cólica menstrual (dores que ocorrem em mulheres devido as contrações do útero durante o ciclo menstrual) e enxaqueca (crises de dor de cabeça que duram de horas a dias, podendo vir com enjoo, vômitos, sensibilidade à luz, barulho e cheiros).

Como funciona Flancox (principio ativo)

Flancox, tem como princípio ativo o etodolaco, que possui ação anti-inflamatória (combate a inflamação de tecidos) e analgésica (diminuem as vias de transmissão nervosa, aliviando a dor).

A ação do medicamento é quase que instantânea, onde em até 30 minutos se torna perceptível o alívio da dor e dos sintomas no paciente.

Como usar o Flancox

Para o tratamento com anti-inflamatórios, como Artrite, por exemplo, é recomendado a dose mais baixa, com o maior intervalo entre as doses. Após o paciente observar melhoria nos sintomas apresentados, a dose poderá ser ajustada de acordo com as necessidades do paciente.

Nos casos onde ocorra comprometimento renal leve á moderado, não será necessário ajuste da dosagem, porém esses pacientes devem ser monitorados devido ao risco de diminuição da função renal.

O paciente deve deglutir o comprimido de Flancox com o auxílio de água, sendo recomendado a administração do medicamento sempre após as refeições. A ingestão de água deve ser suficiente para evitar que o comprimido fique retido no esôfago. O comprimido não pode ser partido e nem mastigado.

O uso de antiácidos (medicamentos que aumentam o pH gástrico, neutralizando o ácido clorídrico liberado pelas células gástricas) não interfere no efeito do remédio.

flancox artrose

Dosagem de Flancox como analgésico

Nesses casos, a dose diária indicada para dor aguda é de 200 mg á 400 mg, tomado de 6 ou 8 horas, de acordo com a orientação médica. O paciente não pode exceder a dose máxima diária de 1.000 mg.

Caso haja necessidade do aumento da dose, o paciente deverá consultar o seu médico, porém a dose não poderá exceder 1.200 mg ao dia.

Dosagem de Flancox para o tratamento de Artrose e Artrite reumatoide

A dose indicada é de 300 mg, tomando de 3 á 4 vezes ao dia ou 500 mg, 2 vezes ao dia. O paciente não deve exceder a dose máxima diária de 1.200 mg.

Caso ocorra necessidade de um tratamento prolongado, ao longo do mesmo, a dose deverá ser ajustada de acordo com a resposta clínica do paciente, onde após 2 semanas de tratamento, é o período indicado para uma resposta satisfatória.

Nos casos de tratamento á longo prazo, o paciente deverá ingerir 600 mg por dia, em única dosagem. Caso o paciente apresente boa condição a doses de 1.000 mg por dia, pode ser aplicado o tratamento com 1.200 mg ao dia, somente se for necessário.

Caso você esqueça de tomar o remédio no horário certo, tome-o assim que lembrar, porém se tiver perto da próxima dosagem, pule a dose esquecida e tome a próxima, continuando o tratamento normalmente, não dobrando a dose esquecida.

Contraindicações

Flancox é contraindicado para pacientes que possuem alergia ao etodolaco ou a qualquer um dos componentes da fórmula.

Nos casos de pacientes que já tenham apresentado reações semelhantes à asma, urticária ou outras reações alérgicas após o uso de ácido acetilsalicílico ou de outros anti-inflamatórios, você não deve utilizar o medicamento.

Flancox é contraindicado em pacientes que já apresentaram úlcera no estômago ou no duodeno, insuficiência hepática ou renal graves.

O medicamento é contraindicado em crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade.

Não é indicado o uso de Flancox em pacientes com dor peri-operatória relacionada à cirurgia cardíaca, devido ao alto risco de infarto do miocárdio e de acidente vascular cerebral.

Flancox não deve ser utilizado por gestantes e mulheres que estejam amamentando sem orientação médica.

Efeitos colaterais do Flancox

Flancox pode provocar reações adversas de acordo com o organismo do paciente. Confira a seguir os principais efeitos colaterais em ordem de frequência.

Reações comuns, que ocorre entre 2% a 10% dos pacientes que utilizam Flancox:

flancox posologia

  • Febre
  • Depressão
  • Nervosismo
  • Calafrios
  • Tontura
  • Manchas na pele
  • Coceira
  • Dor abdominal
  • Enjoo
  • Vômitos
  • Diarreia
  • Prisão de ventre
  • Gastrite
  • Cansaço
  • Embaçamento da visão
  • Aumento do volume de urina
  • Dor para urinar.

Reações incomuns, que ocorre entre 0,1% a 1% dos pacientes que utilizam Flancox: Inchaço nos lábios, asma, anemia, ausência de glóbulos brancos, queda de cabelo, perda de apetite, meningite, reações alérgicas, aumento de sangramento, conjuntivite, insuficiência cardíaca, falta de ar, manchas roxas na pele, inflamação do esôfago, perda da audição, dor de cabeça, vômito com sangue, aumento da glicemia, hepatite, insônia, formigamentos, desmaio, insuficiência renal, cálculo renal, feridas na boca, infarto do miocárdio e urticária.

Caso apareça sintomas diferentes dos citados no inicio do tratamento, interrompa o uso do medicamento e consulte o seu médico.

Precauções

Nos casos de pacientes com asma, cerca de 10% dos pacientes podem sofrer reações asmáticas à aspirina ou ácido acetilsalicílico. Onde o uso do medicamento deve ser realizado com cautela.

Flanox também deve ser usado com cautela em pacientes que já tiveram doenças digestivas, como úlceras no estômago ou no duodeno ou colite ulcerativa, que estejam tomando aspirina, anticoagulantes ou corticosteroides.

Não é recomendado o uso de Flanox em pacientes fumantes e que façam uso abusivo de bebidas alcoólicas.

É recomendado a realização de exames para avaliação da função do fígado durante o tratamento á longo prazo.

O uso de anti-inflamatórios, inclusive Flanox, podem elevar o risco das concentrações sanguíneas de potássio, especialmente em pacientes idosos, diabéticos, com doença renal ou em uso ao mesmo tempo com outros medicamentos, como os inibidores da enzima conversora da angiotensina (ECA).

O tratamento prolongado com Flanox pode causar anemia, por isso é necessário realizar hemogramas periodicamente.

Caso apareça manchas na pele, você deve interromper imediatamente o uso do medicamento, onde as reações de pele também podem estar relacionadas á exposição da luz, por isso é necessário entrar em contato com o seu médico com urgência.

Caso você tenha que passar por procedimentos cirúrgicos ou odontológicos, o uso de Flanox deve ser interrompido entre 24 a 48 horas.

Durante o tratamento com Flanox, o paciente deve evitar realizar atividades que exijam máxima atenção. Como dirigir veículos ou operar máquinas. Pois o paciente pode sofrer sintomas neurológicos como visão turva, tontura e sonolência.

Flancox enxaqueca

Interação do Flancox com outros medicamentos

Utilizar Flancox ao mesmo tempo com qualquer outro medicamento, é necessário uma avaliação cuidadosa do estado clínico do paciente, pois cada organismo pode reagir de forma diferente.

Não é recomendado o uso de Flancox com outros anti-inflamatórios não esteroides, pois pode aumentar o risco ulcerogênico e hemorrágico digestivo por sinergia aditiva.

O uso concomitante de Flancox com anticoagulantes orais, heparina por via parenteral, clopidogrel e ticlopidina, podem aumentar o risco hemorrágico por inibição da função plaquetária e agressão da mucosa gastroduodenal.

Sulfamidas e clorpropamida, aumentam o efeito hipoglicemiante (antidiabéticos).

O uso de diuréticos, apresentam maior risco de insuficiência renal aguda nos pacientes desidratados, por diminuição da síntese das prostaglandinas renais.

O uso de anti-hipertensivos com Flancox reduzem o efeito anti-hipertensivo, devido a inibição das prostaglandinas vasodilatadoras.

Não uso medicamento sem o conhecimento do seu médico, pois pode ser prejudicial a sua saúde. Assim como é necessário informar se você está fazendo uso de algum outro medicamento antes de iniciar o tratamento. Inclusive medicamentos que não necessitam de prescrição médica.

Composição do Flancox

Cada comprimido de Flancox possui em sua composição: 300 mg ou 400 mg de Etodolaco. Cada comprimido possui as seguintes substâncias:

  • Croscarmelose sódica
  • Macrogol
  • Corante amarelo de quinolina laca de alumínio
  • Lactose monoidratada
  • Dióxido de silício
  • Povidona
  • Hipromelose
  • Dióxido de titânio
  • Estearato de magnésio.

Superdosagem do Flancox

Caso o paciente realize sem querer a superdose do Flancox, o mesmo poderá sofrer efeitos colaterais como:

flancox bula

  • Sono profundo
  • Cansaço excessivo
  • Vômito
  • Náusea
  • Dores abdominais
  • Dores de cabeça

Também podem ocorrer sangramento gastrointestinal, pressão alta ou baixa, insuficiência renal aguda e depressão respiratória.

Esses efeitos podem ser controlados, porém o paciente deverá procurar uma emergência médica com urgência, onde será utilizado antídotos específicos, onde o paciente receberá tratamento sintomático.

Armazenamento

Flancox deve ser armazenado em sua embalagem original, conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC). Estando protegido da umidade e da luz.

Informações como número de lote, data de fabricação e prazo de validade, podem ser encontradas na embalagem externa do medicamento.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento, que apresenta-se em  comprimido revestido de 300 mg ou de 400 mg, oblongo bastão, amarelo, biconvexo e liso.

Assim como qualquer medicamento, Flancox também deverá ser mantido fora do alcance de crianças.

Flancox preço

Flancox é um remédio eficaz no tratamento da osteoartrite, artrite reumatoide e nos processos de inflamação e dores agudas. O medicamento é comercializado em comprimidos de 300 mg (caixas com 14 e 30 comprimidos) ou em comprimidos de 400 mg (caixa com 6, 10 e 20 comprimidos).

Etodolaco genérico flancox

O medicamento pode ser encontrado pelo preço médio de R$ 14,98 a R$ 20,45. Nas redes de farmácias e drogarias do país. A sua venda também é autorizada pela internet. Para adquirir o produto é necessário a apresentação de receita médica branca comum.

Genérico de Flancox

O Etodolaco é a versão genérica do anti-inflamatório Flancox, onde ambos possuem a mesma substância. Também é necessário apresentação de receita médica para a compra do remédio similar.

Etodolaco pode ser adquirido pelo preço médio de R$ 12,00. Onde esse valor pode sofrer alterações de acordo com a região e o local da compra do produto.

Pergunta dos leitores

Flancox faz mal para o estomago?

Flancox não possui substâncias que provoquem mal estar no estômago. Porém é indicado como efeito colateral, onde apenas alguns pacientes podem apresentar esse tipo de mal estar. Como uma reação adversa ao uso do medicamento.

Flancox serve para dor nas costas?

Flancox é um anti-inflamatório e analgésico, tendo como principal objetivo, o alívio da dor causada pela inflamação. Incluindo a dor nas costas.

Flancox causa dependência?

Esse medicamento pode causar dependência, porém somente em casos de abuso. O medicamento só é vendido através de receita médica. O paciente deve seguir a recomendação médica, respeitando a dosagem e duração do tratamento. Também não deve ser realizado superdose do remédio, onde seguindo essas recomendações o seu uso não causa dependência.