Hidroquinona – Bula, Como usar, Creme ou Gel, Efeitos Colaterais, Preço

Em uma sociedade cada vez mais preocupada com as aparências, a vaidade é uma característica que cresce diariamente nas pessoas. Dos pés às cabeças, há sempre produtos voltados para uma melhor apresentação e que corrigem possíveis erros estéticos. Hidroquinona pode ajudar!

A pele é um dos órgãos que as pessoas mais se preocupam, levando o fato que ela é a nossa primeira roupa e a responsável por uma apresentação direta. E não são poucos os problemas que a pele apresenta: micose, cravos, espinhas, marcas de nascença e manchas são alguns dos exemplos citados. No caso, a Hidroquinona é um medicamento usado para combater as manchas presentes na pele de nossos corpos.

Para que serve o Hidroquinona

Existem diversos motivos que podem ocasionar em machas em nossos corpos. Desde de situações de nascença, ou as que surgem com o passar do tempo, aos problemas e doenças que desenvolvemos na vida, todas as manchas que surgem podem desaparecer com o uso de hidroquinona.

Sendo um medicamento de uso tópico, que é aplicado diretamente na pele, o hidroquinona é um tratamento de clareamento de pele e de despigmentação das manchas. Todos os pontos mais escuros da pele, incluindo sardas, podem ser clareados com a medicação.


Bom ressaltar que há graus diferentes de hidroquinona, que varia de 1 a 5%). Quando maior esta porcentagem, mais eficiente será o a despigmentação.

Como funciona o Hidroquinona

O corpo humano possui uma substância que é a responsável direta pela pigmentação da pele. O nome é melanina e quanto mais desta substância você tem, mais escura é a cor de sua pele.

 

Hidroquinona

Deste jeito, a hidroquinona surgiu para ser um medicamento que age diretamente nos melanócitos, que são as células responsáveis por produzir a melanina.

O que a hidroquinona faz é bloquear a produção de melanina e degradar as células que armazenam a melanina. Além disso, a medicação impede a ação da tirosinase, que é uma enzima que ajuda na formação de melanina. Deste jeito, a hidroquinona impede que o corpo escureça, fazendo com que as manchas onde foi passada a medicação clareiem.

Como usar o Hidroquinona

Aplique uma fina camada da medicação nas manchas a serem tratadas. Use duas vezes por dia ou de acordo com a prescrição do médico.

Composição

Além da própria hidroquinona, a composição da medicação conta com os seguintes excipiente: propilparabeno, metabissulfito de sódio, metilparabeno, edetato dissódico di-hidratado, benzofenona, ácido ascórbico, octinoxato, octissalato, palmitato de isopropila, ácido cítrico, propilenoglicol, laurilfulfato de sódio, álcool cetoestearílico, água purificada e miristilsulfato de sódio.

Contraindicação

Esse medicamento é altamente contraindicado a pessoas com hipersensibilidade à Hidroquinona ou então a qualquer excipiente da fórmula.

Além disso, ainda não há garantias de que hidroquinona seja segura para mulheres em fase de amamentação e gestantes, assim como para crianças com menos de 12 anos. A medicação também não deve ser aplicada em outros três casos: 1) em caso de pele irritada e/ou queimada pelo sol; 2) como protetor solar e; 3) para fazer o clareamento dos supercílios e cílios.

Riscos

O maior risco de usar a hidroquinona é piorar as manchas em sua pele. Sim, isso é possível, pois a medicação é hipersensível a luz solar. Então é importante sempre cobrir as partes do corpo que recebem o tratamento. Além disso, tenha preferência em aplicar a pomada de noite.

Para evitar esses e outros problemas (veja abaixo em Efeitos Colaterais) é sempre bom fazer o acompanhamento médico.

Efeitos colaterais do Hidroquinona

Além da hipersensibilidade a luz solar, existem alguns possíveis efeitos colaterais a entrar em contato com a hidroquinona. Entre elas, estão as seguintes reações: sensação leve de queimação, eritemia, hipersensibilidade ocasional (como dermatite)

Menos frequentes, existe a ocronose exógena e a presença de manchas marrons reversíveis nas unhas. Em casos ais graves, esse efeito pode trazer manchas mais escuras, quase azuladas, e irreversíveis na pele. Mas só acontece quando ocorre o uso em períodos prolongados.

Precauções

A maior precaução de fazer uso da hidroquinona e expor o local a luz solar. Além da medicação não fazer efeito, haverá o agravamento do problema.

Além disso, evite fazer tratamento se estiver usando remédio que possui função semelhante sem consultar um médico. Não use este medicamento se estiver grávida ou amamentando.

Interação do Hidroquinona com outros remédios

Fazer o uso de Hidroquinona junto com outros produtos que tenham peróxido de benzoila e água oxigenada em sua fórmula pode ocasionar no escurecimento transitório nas regiões tratadas da pele.

Hidroquinona Preço

Hidroquinona é comercializado em forma de pomada. Em sua embalagem, há uma bisnaga que vem com os seguintes volumes: 10 g, 15 g, 28 g, 30 g ou 45 g. O preço fica

Hidroquinona Genérico

Hidroquinona pode ser encontrada na forma genérica. Os nomes apresentados comercialmente são Clariderm, Solaquin ou Claripel.

Pergunta dos leitores

Hidroquinona clareia a virilha?

Como é uma região muito sensível e que permanece em atrito boa parte do dia, a absorção do medicamento pode ser maior. Mas isso não é bom, já que hidroquinona é um ácido potente. No caso, a aplicação pode intensificar os efeitos colaterais e escurecer ainda mais a região. As axilas são outros pontos que podem sofrer com o efeito reverso de hidroquinona.

Hidroquinona pomada,gel ou creme, qual usar?

O ideal para um medicamento que necessita ser absorvido pelo corpo é o creme. Isso porque pomada e gel saem mais fácil, especialmente com água. No caso, o corpo está sujeito a suar, então o creme é indicado para que a absorção da hidroquinona seja mais eficiente.

Hidroquinona pode causar câncer?

O hidroquinona é de fato um produto que é derivado de substâncias cancerígenas, mas em pequenas doses. Animais já receberam testes com essa medicação e houve alguns casos de aparecimento de câncer. Acontece que esse efeito colateral foi após anos de uso.

Como hidroquinona é usado no máximo durante um ano, se usado em quantidade correta é quase impossível desenvolver câncer. Mas sim, de certa forma pode causar câncer.