Ponsdril – Bula, Para que serve? Dor de Cabeça? Cólica?

Existem diversos problemas causados por inflamações, como a artrite reumatoide, e muitos outros problemas que podem ser tratados de forma eficaz com Ponsdril.

Então, para saber um pouco mais sobre esse medicamento, como atua, a posologia e tudo mais, continue lendo e descubra.

Para que serve Ponsdril

Ponsdril é um medicamento que serve para o alívio dos sintomas da artrite reumatoide, que é causada por inflamações crônicas das articulações devido a reações autoimunes, que é quando o sistema imunológico ataca  próprio corpo.

Serve também para o tratamento de osteoartrite, dores muscular, dentária, traumática, de cabeça e de várias origens e para dismenorreia primária, que é a cólica menstrual.


Ponsdril também é indicado pra tratar a menorragia, que é um fluxo menstrual exagerado causado por disfunções, ou seja, quando não existe lesão no sistema reprodutor, ovários e útero, bem como por uso do DIU e síndrome pré-menstrual.

Como funciona Ponsdril

O ácido mefenâmico, substância ativa de Ponsdril, é um poderoso anti-inflamatório não-esteroide que atua inibindo a produção e prostaglandinas que por sua vez são as substâncias que estimulam a inflamação.

Com isso acontece uma ação anti-inflamatória, analgésica e antipirética, que diminui a inflamação, a dor e suspende a febre.

Como usar o Ponsdril

Embalagem do medicamento Ponsdril

O uso desse medicamento é bastante simples e sua administração deve a ingestão cause desconforto gástrico. Além disso ele não deve ser combinado com bebidas alcoólicas.

Para os casos de dor leve a moderada, artrite reumatoide e osteoartrite em pacientes adultos ou pediátricos com mais de 14 anos de idade a posologia é a de 1 comprimido de 500mg da substância, por 3 vezes ao dia.

Para dismenorreia, síndrome pré-menstrual e menorragia a posologia é de 1 comprimido de 500 mg, por  vezes ao dia início da menstração e sues sintomas, mantendo a administração respeitando a orientação médica.

Em pacientes com idade pediátrica acima de 14 anos de idade o tratamento não deve ser superior a  dias.

Sempre siga a orientação do médico no que diz respeito aos horários, doses e duração do tratamento.

O tratamento não deve ser interrompido que que o médico saiba, então informe ao seu médico.

Contraindicações do Ponsdril

Ponsdril é contraindicado para pacientes que possuam hipersensibilidade ao ácido mefenâmico ou a quaisquer outros componentes de sua fórmula.

Também é contraindicado em casos de alergia a antiinflamatórios não-esteróides (AINEs) ou ao ácido acetilsalicílico, que se manifestam pelo aparecimento de:

  • Broncoespasmos com chiados no peito
  • Rinite alérgica (inflamação da narina causando coriza e outros sintomas)
  • Lesões cutâneas avermelhadas acompanhadas de coceira

Ponsdril é contraindicado ainda para uso em pacientes com úlcera ativa ou que tenham inflamação crônica do trato gastrintestinal, seja nos intestinos, estômago e esôfago.

Não deve ser utilizado por quem apresenta decorrente de uma cirurgia de revascularização do miocárdio ou que tenha insuficiência ou disfunção hepática, renal ou cardíaca.

Precauções

Ponsdril não deve ser usado por mulheres grávidas sem que haja orientação de um médico ou cirurgião-dentista.

Além disso, esse produto pode causar como reação adversa a visão turva e, por isso, não é aconselhável dirigir veículos e operar máquinas caso esse efeito aconteça.

O uso de Ponsdril pode levar ao surgimento de hipertensão (pressão alta), que é o aumento da pressão arterial ou mesmo ao agravamento da hipertensão existente.

Sempre comunique ao médico sobre as medicações que estão sendo utilizadas e sobre doenças pré-existentes.

Ponsdril é classificado na categoria C de risco na gravidez. Sendo assim, não deve ser administrado em mulheres grávidas sem que haja consentimento de um médico ou cirurgião-dentista.

Esse medicamento não deve ser utilizado sem que haja conhecimento médico visto que pode oferecer riscos à saúde.

Esse medicamento deve ser armazenado em temperatura ambiente, entre 15º e 30º, ao abrigo de luz e da umidade.

O número do lote, data de fabricação e prazo de validade podem ser encontrados na emabalagem.

Ponsdril não deve ser utilizado caso esteja vencido e antes de utilizar a recomendação é que sempre se observe o aspecto físico do produto antes de usar. Caso ainda esteja dentro do prazo de validade mas apresente mudanças no aspecto, deve-se consultar um farmacêutico a fim de saber se pode ser utilizado.

O aspecto físico é de um comprimidos oblongo, biconvexo de cor branca;

Todo medicamento deve sempre ser mantido fora do alcance de crianças.

Efeitos colaterais do Ponsdril

As reações indesejáveis mais comuns relativas ao trato gastrintestinal, normalmente reduzem ao passo que a dose é diminuída e, dentre eles os mais frequentes são:

  • Diarreia
  • Dor abdominal
  • Náuseas acompanhadas ou não de vômito

Com uma frequência mais rara pode acontecer:

  • Perda de apetite (anorexia)
  • Icterícia
  • Colite e enterocolite (inflamação do intestino)
  • Flatulência
  • Constipação
  • Ulceração gástrica com a presença ou não de sangramento
  • toxicidade hepática leve (destruição das células hepáticas)
  • Inflamação do fígado (hepatite)
  • Síndrome hepatorrenal
  • Sensação de queimação no esôfago (pirose
  • Inflamação no pâncreas (pancreatite)
  • Eliminação de gordura nas fezes (estreatorréia)

Outras reações adversas

  • Redução nos níveis de granulócitos, leucócitos e eosinófilos
  • Diminuição das células vermelhas do sangue (anemia) ocasionada pela mudança na produção da medula óssea ou uma destruição dessa célula pelo sistema de defesa do corpo.
  • Redução dos níveis de sódio no sangue
  • Redução das ceclulas de coagulação do sangue, ocasionando sangramento de diversos órgãos (púrpura trombocitopênica)
  • Inibição da agregação plaquetária
  • Crises de asma e falta de ar
  • Aumento da glicose no sangue (em pacientes diabéticos)
  • Retenção de líquidos
  • Irritação ocular
  • Visão turva
  • Perda temporária da capacidade de distinguir cores
  • Dor de ouvido
  • Tontura
  • Sonolência ou insônia
  • Dor de cabeça
  • Convulsões
  • Nervosismo
  • Meningite asséptica
  • Alteração do ritmo do coração
  • Edema (inchaço) da face e da laringe
  • Angioedema (inchaço alérgico das mucosas e da pele
  • Aumento da quantidade de suor
  • Coceira (urticária)
  • Síndrome de Stevens-Johnson ( manchas vermelhas, ulcerações e bolhas que acometem todo o corpo e as mucosas da boca, faringe, olhos e região anogenital)
  • Anafilaxia (reação alérgica grave em todo corpo)
  • Descamação da pele(dermatite esfoliativa)
  • Rash (erupções cutâneas)
  • Dôr ao urinar (disúria)
  • Sangue com urina (hematúria)
  • Insuficiência renal (falência dos rins), incluindo necrólise papilar
  • Nefrite túbulointersticial que é um tipo de inflamação nos rins
  • Glomerulonefrite,
  • Síndrome nefrótica
  • Edema
  • Urobilinogênio na urina
  • Teste de função do fígado alterado.

Em crianças ainda pode ocorrer a redução da temperatura corporal (hipotermia). Existem relatos de tratamento com o ácido mefenâmico por um período superior a 12 meses com ocorrência de anemia que demonstram que ela pode ser reversível assim que o tratamento for descontinuado.

Sempre informe ao farmacêutico, médico ou cirurgião-dentista caso apareçam reações adversas decorrentes do uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

SuperdosagemEmbalagem do medicamento Ácido mefenâmico

Em caso de superdosagem com o ácido mefenâmico, podem acontecer reações com alteração aguda na função dos rins e até mesmo coma, incluindo alguns casos fatais.

Caso ocorra o uso de uma grande quantidade desse medicamento, é fundamental procurar imediatamente o socorro médico, levando consigo a embalagem ou a bula desse medicamento, se possível. Para mais orientações e informações, ligue para 0800 722 6001.

Interação do Ponsdril com outros medicamentos

O médico sempre deve avaliar se ocorre interação entre as medicações que serão utilizadas concomitantemente, verificando se pode haver mudanças na sua ação. Sabendo disso, Ponsdril pode interadir com:

  • Anticoagulantes, aumentando o tempo de coagulação (protrombina)
  • Diuréticos e medicamentos para hipertensão, diminuindo seus efeitos. No caso de diuréticos poupadores de potássio pode haver um a elevação dos níveis do mesmo no sangue
  • Ginko biloba, que são um tipo de antidepressivo (inibidores seletivos da receptação de serotonina), podem elevar o risco de sangramento.
  • Anti-inflamatório, hormonais ou não, podem aumentar o risco de sangramentos, úlceras e lesões gastrintestinais
  • Talicromo e Coclosporina aumentam a ocorrência de lesão nos rins.
  • Antiglicemiantes, que atuam diminuindo a quantidade de glicose no sangue, podem ter seu efeito aumentado.
  • Atiácidos podem amentar a ocorrência de efeitos adversos.

Composição do Ponsdril

Cada comprimido revestido de Ponsdril contem:

Ácido mefenâmico ………. 500 mg

Excipientes: amido pré-gelatinizado, celulose microcristalina, laurilsulfato de sódio, estearato de magnésio, povidona, dióxido de silício, água purificada.

Ponsdril preço

Para comprar esse medicamento é necessária a apresentação de receita branca comum e o preço do medicamento pode variar de acordo com a região na qual você se encontra e o local escolhido para a compra.

No entanto, na internet, a embalagem com 24 comprimidos revestidos de 500 mg do de Ponsdril pode ser encontrado por valores entre R$ 9 e R$ 13 reais.

Ponsdril Genérico

Para encontrar o genérico desse medicamento basta falar com o farmacêutico e solicitar pelo princípio ativo desse produto, que é o ácido mefenâmico visto que existem diversos laboratórios que oferecem essa substância.

Pergunta dos leitores

Ponsdril serve para cólica?

Sim, uma das indicações desse produto é para a dismenorreia primária, que nada mais são do que as cólicas menstruais.

Ponsdril tem dipirona?

Não existe qualquer menção na bula que diga que esse medicamento possui dipirona mas pode conter algum de seus similares, podendo causar hipersensibilidade em alguns pacientes.

Por isso o indicado é sempre conversar com o médico e avisar sobre qualquer tipo de alergia.

Ponsdril serve para dor de cabeça?

Sim, uma das indicações desse fármaco é para o tratamento de cefaleia (dor de cabeça) de diversas origens.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre Ponsdril. para que serve, como funciona e como deve ser utilizado. Em caso de dúvida sempre consulte o médico ou farmacêutico