Primosiston – Bula, Corta a menstruação? Como tomar? Efeitos Colaterais?

Primosiston é um medicamento em comprimido que deve ser prescrito após avaliação médica em casos de hemorragias e sagramentos uterinos e não pode ser utilizado durante a gravidez e amamentação. Também é utilizado para adiantar ou atrasar a menstruação em alguns dias.

Lembre-se que a auto medicação não é indicada em nenhum caso. Por isso, antes de tomar o Primosiston ou qualquer outro medicamento, procure o seu médico de confiança.

O uso desse medicamento é indicado após consulta médica e exames ginecológicos completos e minuciosos, inclusive mamários.

PARA QUE SERVE PRIMOSISTON

O medicamento serve para cessar sangramentos e hemorragias uterinas, e em alguns casos também para adiantar ou retardar a menstruação em alguns dias.


Ele impede a produção hormonal e a ovulação, fazendo com que o tecido uterino sera modificado e cesse a saída de sangue. Dentro de 5 a 7 dias o sangramento desaparece por completo.

Evite a auto medicação a antes de fazer o uso desse medicamento, procure o médico ginecologista de sua confiança para que possam ser feitos exames ginecológicos completos para saber a dosagem e tempo de tratamento ideal para suas necessidades.

COMPOSIÇÃO DE PRIMOSISTON

primosiston

Cada comprimido do medicamento é composto por 2 mg de acetato de noretisterona e 0,01 mg de etinilestradiol.

O acetato de noretisterona é um composto sintético de progesterona, que impede a ação do estrogênio, fazendo com que o óvulo não adira na parede uterina.

Já o etinilestradiol é o estrogênio endógeno mais presente nos seres humanos.

Além desses compostos químicos, o medicamento também possui: lactose, amido, povidona, talco e estearato de magnésio. Por isso antes de tomar, informe-se para ter certeza que você não possui alergia a nenhum desses componentes.

PRIMOSISTON CORTA A MENSTRUAÇÃO?

O Primosiston não corta a menstruação. Ele tem a função de adiar ou adiantar a menstruação. Sempre lembrando que o uso para alteração do ciclo tem que ser excluída a possibilidade de gravidez. Antes de tomar o Primosiston, lembre de sempre consultar o seu médico ginecologista de confiança, evite a auto medicação.

COMO TOMAR PRIMOSISTON

Para antecipar a menstruação por 2 ou 3 dias:

Tomar o comprimido 3 vezes ao dia durante 10 dias a partir do quinto dia do ciclo menstrual. O risco de gravidez é baixo, porém ainda existe o risco.

Para retardar a menstruação por 2 ou 3 dias:

Tomar o comprimido 3 vezes por dia por 10 a 14 dias. O primeiro comprimido deve ser tomado 3 dias antes da sua próxima menstruação. Retardar o ciclo não exclui o risco de gravidez, por isso lembre-se de ter relações sexuais com camisinha.

Em qualquer circunstância, deve-se excluir a possibilidade de gravidez.

Vale lembrar que o Primosiston não é anticoncepcional, o seu uso não evita uma gravidez indesejada. Em casos de relações sexuais, use sempre a camisinha, que também ajuda a prevenir de doenças sexualmente transmissíveis.

No caso do uso do medicamento para sangramento ou hemorragia uterina, o uso a dosagem e o tempo de uso deve ser indicado pelo médico ginecologista de sua confiança.

Se a hemorragia não cessar com o uso do medicamento, ela pode estar acontecendo por causas orgânicas. A recomendação é procurar seu médico de confiança o mais rápido possível para que novas medias sejam tomadas.

Em alguns casos, após cessar o sangramento ou hemorragia, pode acontecer um leve sangramento. Nesse caso não existe a necessidade de interromper o tratamento, mas se caso o sangramento seja muito, procure seu médico imediatamente.

PREÇO

A embalagem com 30 comprimidos do laboratório Bayer pode ser encontrada com valores entre de R$6,00 e R$11,00 nas principais farmácias, tornando assim o produto acessível a todas as pacientes que precisarem tomá-lo.

EFEITOS COLATERAIS

Primosiston é bem tolerado na maioria das vezes, mas podem ocorrer sintomas como enjoos, dores de cabeça, tensão mamária e dor de estômago. Se você sentir qualquer sintoma mencionado, suspenda o uso do medicamento e procure seu médico ginecologista de confiança o mais rápido possível.

Segundo a bula, o Primosiston deve ser suspenso na hora, se ocorrerem dores de cabeça, enxaquecas, confusão dos sentidos como visão e audição, sintomas de tromboembolismo (dores e edemas nas pernas, pontadas ao respirar e tosse), pressão no tórax, aparecimento de ictericia, problemas hepáticos e aumento da pressão arterial.

A super dosagem do medicamento pode ocasionar sangramento vaginal, náuseas e vômito.

CONTRAINDICAÇÕES

O Primosiston não deve ser usado durante gravidez e amamentação, o medicamento passa para o leite materno. Também não pode ser utilizado em caso de alergia a algum dos componentes e em casos de herpes gravídica anterior.

Deve ser evitado por pacientes com episódio anterior de derrame ou infarto, alterações hepáticas ou anemia falciforme. Ele também pode interferir na ação de alguns antidiabéticos orais, as pacientes diabéticas devem procurar informações médicas para tomar o medicamento.

PERGUNTAS FREQUENTES

Primosiston corta a menstruação?

Primosiston não corta a menstruação. Mas uma de suas funções é retardar ou adiantar a menstruação. Sempre lembrando que o uso para alteração do ciclo tem que ser excluída a possibilidade de gravidez. A bula do medicamento indica realização de exames ginecológicos antes do início do tratamento, por isso lembre sempre de procurar seu ginecologista e evitar a auto medicação.

Primosiston é anticoncepcional?

Primosiston é um medicamento hormonal, mas não é anticoncepcional, por esse motivo, o uso do medicamento não pode excluir a necessidade do uso de preservativo em relações sexuais. O uso do preservativo também é indicado para prevenir contato com doenças sexualmente transmissíveis.

Não se esqueça também que anticoncepcional também tem um mínimo risco de gravidez, além de que não protege contra doenças sexualmente transmissíveis. Apenas a camisinha faz esse trabalho.

Primosiston engorda?

A bula do medicamento não consta nada sobre aumento de peso como efeito colateral. Caso você teve aumento de peso após iniciar o uso do medicamento, o ideal é consultar seu médico de confiança para que ele possa investigar a causa do sobrepeso, que muitas vezes pode estar ligado a um estilo de vida sedentário e alimentação não saudável e também a distúrbios psicológicos.