Resfenol – Bula, Como tomar? Efeitos Colaterais? Para que serve?

Morar nas grandes cidades brasileiras é conviver diariamente com a poluição. Além de tirar a beleza do dia, essa grande nuvem de poeira e resíduos tóxicos faz muito mal pras nossas vias respiratórias. Esse sistema formado principalmente pelo nariz, faringe, laringe, traqueia e brônquios, é o responsável por levar o ar aos pulmões, que vai, então, distribuir pelo corpo humano.

Agora imagine que, diariamente, passam por essas vias ar de má qualidade. Por isso, quando um vírus entra na jogada, a situação fica ainda mais complicada. A gripe e a constipação – o famoso resfriado – são as doenças mais comuns do sistema respiratório. E também as mais corriqueiras nos centros urbanos.

Os principais sintomas são inflamações da laringe, da faringe ou das mucosas nasais, febre, tosse, dor de cabeça e crises de rinite e sinusite. Quando nos sentimos assim, corremos para a farmácia. Mas quais são os melhores remédios para combater esse mal? Hoje, vamos falar sobre um deles, o Resfenol.

Para que serve o Resfenol

Esse medicamento age contra os sintomas de gripes e resfriados, eliminando crises de congestão nasal, coriza e alergias, comuns da rinite, e facilitando a respiração.


O Resfenol, que deve ser ministrado via oral para uso adulto ou pediátrico, também ameniza as inflamações, a febre e as dores musculares. Já é possível observar uma melhora nos sintomas 15 minutos depois da ingestão.

Como funciona o Resfenol

O remédio atua no Sistema Nervoso Central, formando uma barreira contra as substâncias que causam reações alérgicas, o que diminui edemas causados pela congestão nasal e melhora a qualidade da entrada de ar pelas narinas.

O Resfenol ainda diminui a sensibilidade às dores causadas pela febre e pela sinusite, como a dor de cabeça, dores no corpo, cansaço e calafrios.

Composição do Resfenol

resfenol bula

De acordo com a bula, apresentada pelo laboratório Kley Hertz, o Resfenol pode ser ministrado em cápsulas gelatinosas, nas cores amarela e vermelha, que vem em cartuchos com 20 a 200 unidades ou em frasco de vidro com 20 unidades.

O remédio também pode ser adquirido na forma de gotas, que vem num frasco plástico com 20 mL. Há ainda uma solução oral, em um vidro de 100 mL.

Cada cápsula contém:

  • paracetamol: 400 mg
  • maleato de clorfeniramina: 4 mg
  • cloridrato de fenilefrina: 4 mg
  • Excipiente q.s.p.: 1 cápsula

(Excipientes: Estearato de magnésio, amido, silicato de magnésio e água deionizada).

Cada mL, correspondente a aproximadamente 40 gotas, contém:

  • paracetamol: 100 mg
  • maleato de clorfeniramina: 2 mg
  • cloridrato de fenilefrina: 2 mg
  • Veículo q.s.p.: 1 mL

(Veículo: Metilparabeno, propilenoglicol, sacarina sódica, álcool etílico, essência, corante amarelo crepúsculo/alaranjado e água deionizada).

Cada mL (solução oral) contém:

  • paracetamol: 40,0 mg
  • maleato de clorfeniramina: 0,6 mg
  • cloridrato de fenilefrina: 0,6 mg
  • Veículo q.s.p.: 1,0 mL

(Veículo: Metilparabeno, propilparabeno, propilenoglicol, sacarose, álcool etílico, essência, corante amarelo crepúsculo/alaranjado e água deionizada).

Como usar o Resfenol (posologia)

Esse medicamento deve ser ministrado via oral. Para crianças com menos de dois anos, recomenda-se o uso da versão em gotas do Resfenol, mas somente após a consulta a um pediatra.

  • Cápsulas:
    Adultos: 1 a 2 cápsulas a cada 4 horas.
    Crianças acima de 12 anos: 1 cápsula a cada 4 horas.

Atenção: nunca ministrar mais de 10 cápsulas por dia.

  • Gotas:
    Crianças de 4 a 6 anos: 30 a 40 gotas 3 a 4 vezes ao dia.
    Crianças de 2 a 4 anos: 20 a 30 gotas 3 a 4 vezes ao dia.
    Crianças abaixo de 2 anos: sob orientação médica.

Contraindicação do Resfenol

O remédio não deve ser usado por quem tem sensibilidade ou alergia a algum dos componentes da fórmula, descritos por nós mais acima.

Grávidas, mulheres lactantes (em período de amamentação), crianças menores de 2 anos e idosos só podem usa-lo após indicação médica.

Esse medicamento também não é indicado para quem tem hipertensão ou outras doenças cardíacas, diabetes, glaucoma, hipertrofia da próstata, doença renal crônica, insuficiência hepática grave e disfunção tireoidiana.

O Resfenol altera o funcionamento dos reflexos do corpo humano, por isso não se recomenda que o paciente dirija veículos ou manuseie máquinas pesadas. Pelo mesmo motivo, o consumo de bebidas alcoólicas também é contraindicado.

Efeitos colaterais do Resfenol

Algumas reações são comuns ao se ministrar Resfenol. Apesar disso, elas ocorrem em apenas 10% dos casos, de acordo com a bula do medicamento. São elas:

  • sonolência
  • náuseas

Reações menos comuns, que ocorrem entre 1% e 10% dos pacientes, são:

  • tontura
  • palpitações
  • dor nos olhos
  • boca seca
  • dor de estômago
  • diarreia

Há ainda efeitos colaterais muito raros ou muito raros, que ocorrem em menos de 1% das pessoas que usam Resfenol. São eles:

  • agitação
  • flatulência
  • sudorese
  • visão turva
  • irritação no estômago
  • insônia

Superdosagem do Resfenol

Como em todos os casos de superdosagem acidental, nossa primeira recomendação é que a pessoa vá rapidamente ao hospital mais próximo com a caixa do Resfenol em mãos, para que o médico possa fazer a avaliação e controlar as funções vitais.

Geralmente, os profissionais farão uma lavagem gástrica. Há ainda uma substância chamada N-acetilcisteína, administrada por via oral, que é um antídoto natural para o paracetamol. Esse medicamento deve ser aplicado nas primeiras 24 horas após a superdosagem.

Precauções

Como já dito acima, o remédio tem uma coloração amarela, que é adquirida através de uma substância chamada Tartrazina, que é relacionada com o ácido acetilsalicílico. Portanto, nós recomendamos que o paciente verifique se tem alergia a esse componente, bem como os demais componentes da fórmula.

Respeite sempre os horários das doses e a duração do tratamento recomendada pelo seu médico, e não interrompa a medicação sem o conhecimento dele.

É possível que os exames laboratoriais que utilizam a função bentiromida pancreática sejam invalidados para o paciente que esteja ministrando Resfenol, a menos que o uso do medicamento seja descontinuado 3 dias antes.

Interação do Resfenol com outros remédios

Não é necessária a utilização de qualquer outro medicamento que contenha Paracetamol enquanto se está tratando com o Resfenol. Também não se deve usar barbitúricos, como o fenobarbital, e inibidores da monoaminooxidase, como a fenelzina. Não consuma bebidas alcoólicas durante o tratamento.

Armazenamento

Para conservar o Resfenol, mantenha-o dentro da embalagem original e em temperatura ambiente, que corresponde entre 15 e 30ºC. Proteja da luz e da umidade e mantenha fora do alcance das crianças.

Como em todos os produtos, verifique o número de lote, datas de fabricação e validade na embalagem. Jamais use um medicamento fora do prazo. Para garantir, observe o aspecto da cápsula antes de ingerir.

Preço

O Resfenol pode ser encontrado nas principais farmácias populares do Brasil, tanto nas lojas físicas quanto nos sites de compra online, mais comumente nessas formas:

  • Caixa com 10 cápsulas – média de R$ 10,00
  • Caixa com 20 cápsulas – média de R$ 25,00
  • Resfenol líquido 100 mL – média de R$ 22,00

Resfenol Genérico

Não há genéricos específicos para o Resfenol além dos medicamentos da composição, como o Paracetamol e o Cloridrato de Fenilefrina. Os medicamentos mais similares são o Fluviral e o Benegrip.

Pergunta dos leitores

Resfenol dá sono?

Sim, a sonolência é um dos efeitos colaterais mais comuns desse medicamento, além de tontura e dor nos olhos. Por isso, não se recomenda fazer tarefas pesadas durante o tratamento.

Resfenol é um anti-inflamatório?

Não, o Resfenol tem propriedades analgésicas, mas não anti-inflamatórias. O medicamento apenas alivia as inflamações, congestões e dores no corpo.

Pode tomar Resfenol com dengue?

Sim. Não há nenhuma contraindicação nesse sentido.